Perdido

Breaking and Entering
Breaking and Entering é um drama sobre pessoas falhas de identidade, perdidas, impotentes e impassíveis de encontrar os seus próprios caminhos. É um filme construído sobre o cinzento, a ausência de representações completas do bem ou do mal, da vida a preto e branco. O crime, a quebra da lei, o erro são elementos inerentes à humanidade, como o são a dor e a procura contínua de algo semelhante ao arquétipo individual de felicidade. Os caminhos são obscuros e retorcidos, e cada um deambula pela vida sem mapa, numa busca incessante por algo indefinido mas essencial e os choques entre corpos e vontades são inevitáveis.
Anthony Minghella surge armado da sua natural sofisticação estética e formal, mas parece difuso, perdido, deixando a câmara flutuar ligeiramente acima da superfície dos sentimentos e das dores das suas personagens. As imagens e a sua sensibilidade fria parecem ficar aquém do toque humano, não conseguindo, por alguma razão, aquecer ou perturbar o espectador a um nível mais profundo. De certo modo, a distância e intangilibildade das relações entre as personagens estudada na obra parece reflectir-se na sua relação com o público.
O arranque da história é lento e demoramos a conseguir apontar o tom definitivo do filme, enquanto que o fim parece atar demasiadas pontas soltas após uma trama de emoções indefinidas e profundas que anteriormente assaltaram as personagens revolvendo completamente as suas vidas. As feridas, tão profundas e confusas, que fizeram questionar rumos e vidas, não parecem passíveis de sarar de forma tão limpa e célere, deixando apenas uma leve sombra de dor como de um acontecimento distante no tempo, o que faz com que o desfecho corra o risco de ser insatisfatório e de roçar a implausibilidade.
Breaking and Entering
O prato forte e a melhor arma de Minghella é o cast, em que se destacam Robin Wright Penn, que ostenta uma interpretação poderosa com base no silêncio, dotada de uma subtileza gélida que desenha a ténue linha entre dor e frieza e Juliette Binoche, com uma intensidade habitual, que é o retrato da deslocação emocional e espacial e do desespero (mal) contido. Jude Law parece melhorar com a idade e assume aqui o protagonismo com classe e sangue-frio, mas parece diluir-se enquanto Penn ou Binoche lhe roubam subtilmente as cenas. Vera Farmiga é também digna de nota, dando vida a uma personagem tão ambígua como alegórica que proporciona ao filme um equilíbrio que evita o negativismo total e oferece os únicos sorrisos que possamos retirar da experiência, tal como um paradoxal sentido de esperança na natureza humana.
Sob o olhar de Minghella e o vaivém de Will (Jude Law), Londres torna-se quase uma personagem activa no enredo, adquirindo uma luz e uma vida pouco habituais e aparecendo levemente surpresa, paralisada e cansada perante a velocidade alucinante própria de uma cidade cosmopolita que duvida da própria identidade.
Estamos definitivamente perante uma obra cuidada, inteligente, civilizada e contida, mas que se sente estranhamente aérea, distante e difusa e que transmite para fora a frieza que se deveria cingir apenas ao seu interior.

    Disconcordem: 6/10

Discordâncias

Anthony Minghella’s film is conspicuously thoughtful and civilized as it provides a close-up snapshot of particular aspects of life in London at this moment.

Variety

Despite Minghella’s admirable attempt to tackle major themes on an intimate scale, the film goes down like weak tea.

Rolling Stone

1 Comentário »

  1. JORGE Said:

    Ainda só vi o trailer no cinema e não gostei lá muito…para além de que quem viu não medeu boas referências…ehehe ou seja este n o vejo no cinema…


{ RSS feed for comments on this post} · { TrackBack URI }

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: