Preenchendo as lacunas

Shawshank Redemption
Sim, foi apenas ontem que vi The Shawshank Redemption pela primeira vez. Posso dizer que foi um dos melhores filmes que já vi. Na sua simplicidade, na sua profunda humanidade transmite tanta força e tanta emoção. Relegando a acção, a história e os twists para segundo plano, este é acima de tudo um filme de personagens. Belíssimo e poderoso.
Uma lacuna finalmente colmatada.

6 comentários »

  1. Um filme fantástico… Talvez… O filme da minha vida.

  2. E dizes bem… uma grande lacuna!! É sem dúvida um dos melhores filmes de sempre, baseado na obra de Stephen King!

  3. Sim, eu sei.. O que me fazia sentir ainda pior por não ter visto o filme, já que King é dos meus autores preferidos.😀 Apesar das adaptações cinematográficas das suas obras terem ficado mais vezes do que deviam muito aquém das expectativas..

    Cumprimentos!🙂

  4. Knoxville Said:

    Eu gostava de nunca o ter visto. Assim poderia o ver pela primeira vez já amanhã e ficar perplexo com a grandiosidade do filme. Um filme amado por quase todos. A votação e o lugar no IMDB são claros🙂

    Cumprimentos🙂

  5. Hélder Beja Said:

    A votação e o lugar no IMDB não são, à partida, critérios muito fidedignos.
    Mas este é, não cabe dúvida, um filme imenso. Uma obra mestra e fundamental.
    Fez muito bem em colmatar esta lacuna, menina bárbara.😉

  6. Sem dúvida uma lacuna que merecia ser preenchida.
    Entra, com certeza, para a minha lista de vénias.


{ RSS feed for comments on this post} · { TrackBack URI }

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: